Compreenda como aplicar o 4º princípio Lean: Manutenção Puxada!

Compreenda como aplicar o 4º princípio Lean: Manutenção Puxada!

A Manutenção Puxada se refere ao 4º princípio Lean aplicado no processo de Manutenção.

Se você ainda não conhece, a Manutenção Lean é a habilidade de entregar serviços de alto valor agregado de forma ágil e enxuta para satisfazer as necessidades dos clientes, através da eliminação dos desperdícios e desenvolvimento das pessoas, contribuindo para a sustentabilidade e lucratividade do negócio em um processo de aprendizagem contínua.

Vamos lhe apresentar os cinco princípios da Manutenção Lean e seus objetivos.

1º VALOR NA MANUTENÇÃO

Definir o que é valor pela perspectiva do cliente, especificar o que é valor para cada cliente e definir quais as estratégias, os serviços e processos necessários para entregar o que realmente o cliente quer.

2º FLUXO DE VALOR NA MANUTENÇÃO

Mapear todas as etapas do fluxo de valor da manutenção e eliminar os desperdícios, ou seja, as atividades que não agregam valor para o cliente juntamente com seus respectivos custos.

3º FLUXO CONTÍNUO NA MANUTENÇÃO

Otimizar o fluxo de valor da manutenção e realizar as atividades sem interrupção através do movimento contínuo dos serviços e informações de ponta a ponta do processo de manutenção.

4º MANUTENÇÃO PUXADA

Implementar o sistema puxado, nada é feito pelo processo de “empurrar”, e sim move-se a partir da necessidade do cliente da manutenção pelo processo de “puxar”.

5º PERFEIÇÃO NA MANUTENÇÃO

Criar valor para o cliente através da melhoria contínua e a completa eliminação do desperdício em todas as etapas do fluxo de valor.

 

Então, a partir do conhecimento dos cinco princípios da Manutenção Lean, vamos aprofundar a compreensão sobre o 4º princípio Lean Manutenção Puxada que se destaca por antecipar as necessidades do cliente atuando no momento certo.

Para aplicar esse princípio, precisamos contar com uma equipe de manutenção preparada e organizada para tomar decisões de forma ágil e assertiva com responsabilidade. Para isso, devemos definir o fluxo correto dos processos da manutenção (planejamento, programação, execução, controle e melhoria), os papéis estratégicos, seu direcionamento e as principais entregas.

Caso isso não ocorra, com certeza estaremos contribuindo para o maior desperdício do processo de manutenção, o mau aproveitamento do potencial humano que impacta diretamente sobre todos os outros desperdícios.

Também, reconhecer que a manutenção não é uma ilha, deve trabalhar de forma integrada com as demais áreas da organização para que realmente forneça um serviço de qualidade no momento certo em que o cliente necessita.

Lembramos que é fundamental alinhar a Manutenção com as metas da empresa, assim traçar as melhores estratégias de manutenção considerando o impacto do equipamento para o negócio.

Desta forma, definir as técnicas – gestão autônoma, lubrificação, preventiva, rota de inspeção, preditiva, melhoria – que serão aplicadas em cada um dos equipamentos conforme sua classificação de criticidade, a fim de assegurar o seu perfeito funcionamento com custo otimizado.

Da mesma forma, é essencial fortalecer o planejamento, programação e controle da Manutenção, pois estes processos contribuem para fornecer serviços de manutenção que atendam às necessidades específicas dos clientes, o que garante a efetividade da Manutenção Puxada.

Outro ponto importante é aprimorar a comunicação com os clientes e conquistar o apoio da Operação, para que além de cliente da manutenção seja um parceiro na realização do diagnóstico de falhas e na conservação dos equipamentos por meio da gestão autônoma.

Portanto, a Manutenção Puxada deve antecipar a necessidade do cliente e para que isso seja possível, a equipe de manutenção deve executar os serviços com qualidade, segurança e produtividade para garantir a máxima disponibilidade e confiabilidade, reduzir os custos da organização, reduzir o tempo de paradas, criar valor para os clientes, desenvolver as pessoas e promover a cultura da melhoria contínua.

 

Dicas GÊNESIS para o Gestor:

Você deve conhecer quais são os Pontos Importantes da Manutenção Puxada:

  • Atuar no momento certo, antecipar a necessidade do cliente;
  • Organizar equipes que tomam decisões com responsabilidade;
  • Integrar a manutenção as demais áreas da organização;
  • Fortalecer o planejamento, programação e controle da manutenção;
  • Aprimorar a comunicação com os clientes e obter sua colaboração.

 

Autores: Mara Rejane Fernandes e Moisés Fernandes Dias.