Manutenção Lean: Mentalidade de Crescimento e Estratégia de Manutenção

Manutenção Lean: Mentalidade de Crescimento e Estratégia de Manutenção

Acreditamos que a Equipe de Manutenção ao ampliar sua Mentalidade potencializa a Estratégia de Manutenção e, consequentemente, da organização em que ela está inserida.

Os profissionais de manutenção que estão continuamente desenvolvendo sua mentalidade de crescimento enxergam os problemas como oportunidades de praticar a aprendizagem e melhoria contínua bem como de trabalhar em equipe para chegar ao objetivo que foi cocriado e é comum a todos.

Segundo a afirmação de Carol S. Dweck (2017), em seu livro Mindset a nova psicologia do sucesso: “Minhas pesquisas ao longo de 20 anos demonstram que a opinião que você adota a respeito de si mesmo afeta profundamente a maneira pela qual você leva sua vida. ”

Lembrando que essa opinião de si mesmo, muitas vezes, é reforçada por juízos de outras pessoas com as quais convivemos. A pesquisa realizada por ela, indica que existem dois tipos de mindset (mentalidade):

  • FIXO: Os fracassos são fonte de frustração porque colocam em risco a crença de que o ser humano nasce com qualidades imutáveis, por exemplo: “ou você é inteligente ou não”. As pessoas com mindset fixo acreditam que nasceram prontos e seu quociente de inteligência sempre garantirá o sucesso, por isso, precisam estar sempre provando seu valor por meio de sua inteligência, personalidade, caráter e qualidades inalteráveis.
  • CRESCIMENTO: Os fracassos são fonte de aprendizagem e superação, através da criação de alternativas para resolução de problemas. As pessoas com mindset de crescimento são capazes de desenvolver seu potencial intelectual, suas habilidades e atitudes ao longo de toda sua existência com muita paixão, esforço e treinamento, levando em consideração suas experiências individuais e em grupo.

Então, as pessoas com o mindset de crescimento são capazes de transformar problemas em oportunidades com foco em aplicar soluções efetivas e compartilhar as lições aprendidas.

Com relação a estratégia, é definida como um plano antecipado do que fazer para competir e ser bem-sucedido. Este plano contribui para que as principais políticas, objetivos, metas e ações de um empreendimento estejam conectadas.

Para Vicente Falconi Campos (1996), a estratégia é a “Arte de explorar condições favoráveis com o fim de alcançar objetivos específicos. ”

Assim, a definição da estratégia abrange uma construção colaborativa e a compreensão da importância do propósito da manutenção ser coerente com a visão organizacional. Da mesma forma, a estratégia de manutenção deve estar alinhada a estratégia do negócio para que agregue valor as partes interessadas: clientes, acionistas, funcionários, comunidade, sociedade e impacte de forma efetiva para previsibilidade da rotina e competitividade da empresa.

Para isso, gestores e equipe de manutenção precisam saber qual o desempenho e o retorno financeiro que a empresa exige do setor de manutenção. Também devem ser capazes de “ver” o que se pretende alcançar.

Ao mesmo tempo, a estratégia de manutenção necessita de um direcionamento do que se deve fazer para chegar lá e de como otimizar os recursos para fazer o que deve ser feito, isso é fundamental para manter uma equipe engajada e mobilizada.

Cabe salientar que um dos principais fatores a serem considerados para definição da estratégia de manutenção é a classificação de criticidade dos equipamentos, porque auxilia na priorização da intervenção, entre outras decisões.

Portanto, quando esclarecemos o significado da mentalidade de crescimento e dos aspectos importantes da estratégia de manutenção entendemos que essas duas perspectivas se somam na formação de uma equipe de manutenção de alta performance, já que o foco é desenvolver um sistema próprio de manutenção, considerando diretrizes, mantenabilidade, confiabilidade, proatividade e excelência.

 

Dica Gênesis para o Gestor:

Ao compreender a importância de desenvolver um sistema de gestão da manutenção, conseguimos traçar o caminho certo para aplicação das melhores práticas. Lembrando que:

  • Diretrizes, o objetivo é planejar e desenvolver a infraestrutura gerencial da manutenção alinhada ao planejamento estratégico organizacional.
  • Mantenabilidade visa otimizar o diagnóstico e a execução das atividades operacionais da manutenção com custo adequado e garantia da qualidade da intervenção.
  • Confiabilidade trata de garantir a estabilidade operacional e o aumento da confiabilidade dos ativos através de um sistema de prevenção de falhas e aperfeiçoamento da integração homem e máquina.
  • Proatividade o foco é otimizar o ciclo de vida útil dos ativos, com uma visão de melhoria contínua para o aumento da disponibilidade e performance dos ativos e qualidade dos produtos.
  • Excelência, o objetivo é atingir a excelência operacional por meio da gestão global dos ativos de forma sustentável.

Autores: Mara Rejane Fernandes e Moisés Fernandes Dias

Conheça mais sobre a Jornada de Manutenção Lean em https://www.genesisrs.com.br/cursos-2021/jornada-manutencao-lean