Porque o momento exige competência social da Equipe de Manutenção?

Porque o momento exige competência social da Equipe de Manutenção?

A frase:  “sozinho vamos rápido, juntos vamos mais longe”, inúmeras vezes repetida ao longo de nossa trajetória profissional, nunca fez tanto sentido.

É fato, por mais que uma pessoa diga que venceu sozinha, sempre haverá em sua trajetória, de uma maneira ou outra, uma ou mais pessoas que colaboram para sua vitória e são ativas para que atinja seus objetivos e resultados.

Segundo Sigmund Freud:

Não somos apenas o que pensamos ser. Somos mais: somos também o que lembramos e aquilo de que nos esquecemos; somos as palavras que trocamos, os enganos que cometemos, os impulsos a que cedemos sem querer.

Se, partimos do princípio de que somos as palavras que trocamos, é fundamental entender a relevância das interações e mediações que fazemos em nosso ambiente profissional e a necessidade de aprimorar a competência social.

Assim, a competência social trata da capacidade de se relacionar com as outras pessoas e isso envolve construir relacionamentos sólidos e equilibrados. Também significa que ao defender nossos próprios interesses não podemos perder as outras pessoas de vista.

Isso, significa que os componentes da equipe da manutenção devem ter um posicionamento firme e, ao mesmo tempo inteligente e flexível, para isso necessitam possuir uma escuta ativa e considerar os argumentos alheios para melhorar, reformular  suas opiniões e inclusive descartá-las.

Então, nota-se que o aperfeiçoamento da competência social é fundamental para a equipe de manutenção, pois é sabido que com a valorização e o reconhecimento da manutenção como essencial para o sucesso do negócio, os membros da equipe de manutenção estão propondo um nível maior de interação com os demais setores e vice-versa.

Essa visão expandida e o aumento do grau de maturidade para construir relacionamentos estáveis, evidencia que os profissionais de manutenção precisam estar preparados para trabalhar de forma colaborativa e multidisciplinar com o objetivo de que a organização para qual fornecem seus conhecimentos, habilidades e atitudes tenha sustentabilidade.

Por esse motivo, cada membro da equipe deve ampliar a capacidade de avaliar o contexto da manutenção em que convive e o efeito de seu desempenho social. Da mesma forma, compreender o que é demandado nesse ambiente a fim de escolher o comportamento mais adequado, o que contribui para o fortalecimento de um clima organizacional saudável e o bem-estar de todos.

Pode-se afirmar que ouvir, integrar, mobilizar, compartilhar conhecimentos e experiências agrega valor para a equipe de manutenção. Além disso, a competência social também é definia como “a capacidade de se colocar no lugar do outro”. A partir disso, é indispensável a um gestor de manutenção saber:

  • Quais são as necessidades dos profissionais de manutenção?
  • Quais são as dores dos profissionais de manutenção?
  • Como o seu propósito profissional está alinhado ao propósito da equipe?

Esses aspectos são relevantes já que estamos lidando com pessoas, profissionais que diariamente precisam estar comprometidos em resolver problemas e propor ações de melhoria.

Portanto, o que determina o sucesso de uma metodologia será trabalhar de dentro para fora, ou seja, o gestor como responsável pela melhoria dos resultados, deve entender e internalizar a sistemática de trabalho de sua equipe para então propor e co criar soluções definitivas que atendam tanto as necessidades do cliente como proporcione a satisfação da própria equipe de manutenção e do negócio.

Fique atento, pois, a competência social é essencial para formar um time de manutenção de alta performance e isso abrange as habilidades sociais de empatia, cooperação, comunicação verbal e escrita, ouvir e comunicação não verbal.

 

Dica Gênesis para o Gestor:

A empatia se refere a capacidade de se identificar, sentir e compreender as respostas emocionais ou agir e reagir a partir do que o outro vivencia em certas situações. É “enxergar” a partir da perspectiva de outra pessoa.

Para o Gestor de Manutenção, entender os diferentes pontos de vista e as ações dos membros da equipe é muito importante para se alcançar os objetivos de curto, médio e longo prazo.

Uma forma de aprimorar empatia entre o time é a utilização de práticas como a definição clara do propósito da manutenção:

  • Responsabilidades e entregas claras de cada membro do time,
  • Trabalhos cooperativos e multidisciplinares em equipe como: análise de causa raiz, revisão dos planos de manutenção planejada, Kaizen, manutenção autônoma, sistemática de análise crítica dos resultados, reuniões sistemáticas.

Autores: Mara Rejane Fernandes e Moisés Fernandes Dias