Sim, o desempenho da Manutenção pode gerar economia e redução de custos!

Sim, o desempenho da Manutenção pode gerar economia e redução de custos!

Acreditamos que o desempenho da manutenção é um fator crítico para que as empresas melhorem sua competitividade, lucratividade e sustentabilidade. Por esse motivo, a manutenção deve estar preparada para fornecer serviços com qualidade, produtividade, segurança e custo otimizado.

Para atender essa demanda, a manutenção precisa de pessoas capazes de empregar sua inteligência, seu potencial criativo e inovador, seu senso de observação e sua disciplina para compreender o contexto que atuam e entregar soluções efetivas. Além disso, necessita de estratégias eficazes que agregam valor as partes interessadas no negócio.

Dessa forma, a melhor maneira de compreender se os resultados e os processos da manutenção têm um impacto positivo para a operação e o negócio como um todo, é rastrear com precisão métricas que possam mostrar que a manutenção está realmente indo na direção certa. Lembre-se, melhorias baseadas somente no “sentimento”, nunca serão tão boas quanto as melhorias baseadas em informações confiáveis.

Então, para analisar com precisão o desempenho da manutenção, iremos observá-lo em duas partes, a primeira se refere a aumentar o desempenho dos equipamentos e a segunda consiste em reduzir os custos operacionais.

  1. Para aumentar o desempenho dos equipamentos devemos focar em ações direcionadas para a disponibilidade, confiabilidade e mantenabilidade a fim de contribuir para atender a necessidade do cliente por processos ágeis e enxutos de máxima eficiência.

Disponibilidade representa o compromisso universal da manutenção, esse sempre será um valor a ser entregue para o cliente, ou seja, manter o equipamento funcionando da maneira prevista.

Confiabilidade corresponde ao funcionamento adequado de um equipamento ou sistema dentro de determinado período de tempo, em outras palavras, que não ocorra paradas imprevistas do equipamento devido a falhas.

Mantenabilidade diz respeito a uma característica do projeto que define a facilidade de manutenção, o tempo de manutenção, os custos e as funções que o item executa, ou melhor, reflete diretamente na agilidade da intervenção da manutenção.

 

  1. Para reduzir os custos operacionais devemos considerar os custos de produção, manutenção e energia.

Custo de Produção considera três grandes grupos de gastos: a mão de obra, os materiais, por exemplo, matéria-prima, embalagens e materiais secundários e os custos gerais de fabricação, como manutenção, energia elétrica e depreciação de maquinário.

Custo de Manutenção deve ser otimizado, quer dizer que deve ser analisado em relação ao resultado de desempenho gerado e percebido pelo cliente da manutenção. Então, o objetivo é encontrar o custo adequado para manter o desempenho desejado.

Custo com Energia neste caso, as indústrias estão desenvolvendo projetos de eficiência energética que propõe entre suas ações sistemas inteligentes de gestão energética, correção de fator de potência, manutenções preditivas e preventivas.

 

É importante ressaltar que há uma sinergia entre as duas partes, pois tratam-se de ações associadas, deste modo, será necessário um esforço simultâneo para realizá-las.

Portanto, os profissionais devem ter em mente que ao garantir os equipamentos em perfeitas condições de operação, a manutenção está contribuindo para o aumento do desempenho dos equipamentos e a redução dos custos operacionais.

Então, a partir da compreensão de que o desempenho da manutenção tem influência decisiva na satisfação dos clientes é essencial que a gestão da manutenção seja efetiva, através da aplicação das melhores práticas com o objetivo de gerar economia e redução de custos, consequentemente, resultando em um negócio mais rentável, sustentável e competitivo.

 

Dicas Gênesis para o Gestor:

As empresas que investem na melhoria do processo de manutenção e reconhecem seu potencial de ganho, obtém as seguintes contribuições para o negócio:

  • Aumento da disponibilidade e performance dos ativos.
  • Redução das despesas operacionais e otimização dos investimentos.
  • Redução dos prejuízos causados pela interrupção das atividades do negócio.

Lembre-se, o desafio da manutenção é gerar valor para os seus clientes, por meio da entrega de um serviço da mais alta qualidade, de menor custo e tempo, com segurança, respeito ao meio ambiente e fortalecimento da moral das pessoas.

Autores: Mara Rejane Fernandes e Moisés Fernandes Dias